O que é SEO e como usá-lo para otimizar o conteúdo do seu site

scroll

Certamente já terá ouvido falar em SEO e como ele pode ajudar o seu site e os conteúdos deste a alcançar os tão desejados primeiros lugares do mais popular motor de pesquisas de sempre, o gigante Google. 

Apesar de existirem outras formas de pesquisa online, quando o tema é SEO é inevitável fazermos a associação com o Google pois, segundo o Smart Insights, quatro em cada cinco pesquisas online são realizadas neste motor de pesquisa.

Sabemos que mais de 90% das experiências online começam com uma simples pesquisa e que, segundo o Zero Limit Web, 68% de todos os cliques dessas pesquisas centram-se nos primeiros 5 resultados no Google. Neste sentido, e ainda tendo em conta que, segundo os dados do Similar Web, os resultados orgânicos nas SERPs (páginas que exibem os resultados de pesquisa no Google) recebem mais de 90% dos cliques, percebemos o porquê do SEO ser tão importante.   

O que é na realidade SEO?

SEO ou Search Engine Optimization é, como a própria tradução nos indica, uma otimização para os motores de pesquisa. Por outras palavras, podemos dizer que SEO é um conjunto de técnicas e estratégias que vão influenciar os algoritmos dos motores de pesquisa a rankear uma página para uma determinada palavra-chave que foi pesquisada. 

No fundo estas técnicas e estratégias ajudam a alcançar um melhor posicionamento das páginas do seu site nos resultados de pesquisa, sempre de forma orgânica.

Quais são as principais vantagens do SEO? 

Ao falarmos em SEO, estamos a falar em otimizar páginas de um site/blog com o intuito de que estas fiquem nos primeiros lugares de pesquisa feitas no Google ou em qualquer outro motor de pesquisa, logo as vantagens são muitas. Assim de repente, percebemos que uma das grandes vantagens desta estratégia é gerar maior tráfego para o site. No entanto, esta não é de todo a única vantagem. 

Algumas das vantagens do SEO incluem:

  • gerar tráfego orgânico qualificado;
  • melhorar a taxa de conversão;
  • aumentar a autoridade do site;
  • aumentar a visibilidade e credibilidade da marca;
  • promover o funil de compras;
  • retorno do investimento contínuo e a longo prazo;
  • aumentar o índice de qualidade dos seus conteúdos.

4 passos para começar uma estratégia de SEO 

4 passos para começar uma estratégia de SEO 

Uma estratégia de SEO é sempre algo muito trabalhoso e moroso e deve sempre ser feita a pensar no utilizador. Estes são os passos fundamentais que devemos dar para começar uma estratégia de SEO:

  • criar um site bem organizado;
  • perceber quem é o nosso público-alvo;
  • perceber quais são as suas dores/dúvidas;
  • escolher as melhores keywords que vão ao encontro do que o nosso público-alvo procura.

Segundo o nosso COO Paulo Faustino, o SEO é “uma maratona e não um sprint”. O que ele quer dizer com isto é que o SEO é uma estratégia que leva tempo a dar frutos. É preciso tempo para que o Google e todos os outros motores de pesquisa entendam o seu conteúdo por forma a posicioná-lo segundo a sua relevância no topo das páginas de resultados orgânicos de pesquisas.

Segundo ele, em média uma boa estratégia de SEO leva 4-6 meses a mostrar resultados. Por isso, o melhor é começar o mais rápido possível! 

O Google e o seus Googlebots 

Para entender em que consistem os fatores de posicionamento SEO é necessário ter umas luzes de como funciona o Google e o seus Googlebots.

Para apresentar os resultados de pesquisas realizados na web podemos dizer que o Google segue 3 etapas:

Rastreamento: este trabalho é da competência dos Googlebots, que são pequenos robots que rastreiam a internet à procura de novas páginas, sites, blogs, etc.

Indexação: acontece quando uma página é descoberta e é necessário identificar o seu conteúdo e posicioná-lo de acordo com a sua relevância.

Exibição de resultados: depois de rastrear e indexar o conteúdo, o Google está apto para posicionar e apresentá-lo nas páginas de resultados de pesquisas.

Ao percebermos como o Google funciona para gerar os resultados pesquisados na web, apercebemos-nos da importância dos Googlebots. São eles que por meio de algoritmos vão mapear todos os dados que existem numa determinada página para depois organizar e entregar o conteúdo tendo sempre em consideração aquilo que os utilizadores pesquisam. São eles que sistematicamente ao procurarem e encontrarem novos conteúdos os vão indexar. No fundo, são eles os responsáveis por verificar se um determinado conteúdo é realmente aquilo que o utilizador procura.

Por esta altura já deve ter ouvido que o algoritmo do Google utiliza mais de 200 diferentes parâmetros de ranqueamento e que nem todos são conhecidos. Pois bem, é por isso mesmo que você deve focar a sua estratégia de SEO no máximo de parâmetros possível. 

Vamos então conhecer alguns abaixo.

Fatores de posicionamento SEO 

Não há volta a dar: a qualidade do conteúdo é sem dúvida o fator mais importante para que a sua estratégia de SEO seja bem sucedida!

No entanto, existem certos fatores que influenciam a posição de uma página nos motores de pesquisa e que podem ser divididos em duas amplas categorias de SEO: On-page e Off-page.

On-page SEO 

Os fatores On-Page são fatores de otimização interna. Ou seja, são todos aqueles que se relacionam com as páginas do seu site. São todos os que temos de ter em consideração na estruturação do nosso conteúdo para ter os melhores resultados no Google quando alguém pesquisa pelo nosso tipo de conteúdo.

Estes fatores são então os responsáveis pela forma como os Googlebots entendem o conteúdo do seu site, lhe conferem relevância ou não, determinando com que pesquisas é que esses conteúdos estão relacionados.

1 - Título das páginas 

É o título das páginas que chama a atenção de quem faz a pesquisa e é também ele que nos diz qual é o assunto que vai ser tratado. Nesse sentido, este é um dos fatores de ranqueamento mais importante e como tal deve ser cuidadosamente trabalhado.

Algumas sugestões a ter em consideração na construção dos títulos das suas páginas:

  • tente colocar a sua palavra-chave logo no início do título;
  • não ultrapasse os 55-70 caracteres;
  • o título deve estar intimamente ligado ao tema do conteúdo;
  • utilize sempre uma tag de título <H1> para o título.

2 - Meta descrição

A meta descrição é fundamental para que o utilizador saiba o que realmente vai ser tratado. Ela funciona como um pequeno resumo do conteúdo abordado, o que facilita o entendimento do tema do artigo por parte dos Googlebots. Na verdade, é uma oportunidade de chamar a atenção do utilizador para o seu conteúdo!

Para um boa meta descrição, siga sempre os seguintes passos:

  • utilize a palavra-chave;
  • não ultrapasse os 153 caracteres;
  • faça um resumo bem sintético e atrativo do conteúdo abordado no artigo;
  • a meta descrição deve ser atrativa o suficiente para gerar interesse no utilizador e ele clicar;
  • não utilize frases que estão no seu texto meta descrição.

3 - URLs amigáveis

Um URL amigável é um endereço URL de fácil compreensão. É importante que o URL das suas páginas seja facilmente compreendido tanto pelos utilizadores como pelos robots dos motores de pesquisa. Os URLs amigáveis vão ajudá-los a entender mais facilmente o tema do artigo. É ainda uma oportunidade para você voltar a usar a sua palavra-chave.

Para construir corretamente URLs amigáveis,  lembre-se de:

  • utilizar sempre a palavra-chave no URL do artigo;
  • construir um URL curto e objetivo;
  • utilizar hífens entre as palavras;
  • relacionar o URL ao tema abordado nesse artigo;
  • não utilizar números no URL;
  • remover palavras de ligação para evitar ficar com um URL muito extenso;
  • não utilizar caracteres especiais no URL.

4 - Imagens: Title e Alt text

Todas as imagens de uma página devem ter um título e texto alternativo (alt text). Idealmente, eles devem ser diferentes e complementares. O texto alternativo (alt text) é o texto que aparece quando colocamos o rato em cima da imagem. Este texto alternativo é de extrema importância pois ele foi inventado para que as pessoas invisuais pudessem, através de softwares específicos de leitura, perceber o conteúdo presente nas imagens. Deste modo, o texto alternativo deve ser uma descrição sucinta, clara e precisa da imagem.

O texto alternativo e o título são ambos muito importantes para o Google porque no fundo trata-se de conteúdo. Ao colocarmos título e texto alternativo numa determinada imagem esse conteúdo vai ser mais facilmente entendido pelos motores de pesquisa e temos novamente a oportunidade de posicionar a nossa palavra-chave.  

Colocar a palavra-chave no título e no texto alternativo é uma forma de reforçar aos motores de pesquisa o contexto pela qual a imagem está inserida.

Dar nome aos seus ficheiros é também fundamental para ajudar o Google a compreender o conteúdo da sua imagem. Ao fazê-lo vai estar a aproveitar para posicionar a palavra-chave do tema dessa imagem o que contribuirá ainda para que ela obtenha melhores resultados no Google imagens.

Em resumo, estas são as boas práticas que deve seguir quando o assunto é imagens:

  • colocar título nas imagens e usar a palavra-chave de preferência;
  • a imagem deve sempre ter um texto alternativo que seja uma descrição da imagem;
  • dar sempre nome aos ficheiros de imagem;
  • tentar carregar fotos em formato jpg para não sobrecarregar o site.

5 - Tags de cabeçalho

As tags de cabeçalho são também muito importantes em contexto de SEO, pois são elas que vão ajudar os motores de pesquisa a interpretar a hierarquia do seu conteúdo, dentro de uma determinada página. Tenha também em consideração que ao utilizar corretamente as tags de cabeçalho vai estar a organizar o conteúdo e a torná-lo mais legível e apetecível para os utilizadores.

O título de uma página tem necessariamente uma tag de cabeçalho H1 e é a única da página. Nos subtítulos de um artigo, as tags de cabeçalho podem ser H2, H3 e até H4 se se justificar. Este uso é realizado tendo sempre em conta o grau de importância do conteúdo e a sua hierarquia dentro do artigo. 

Para construir corretamente as suas tags de cabeçalho basta seguir os seguintes passos:

  • no título do seu artigo ou página use uma tag H1; 
  • uma página só pode ter uma tag H1;
  • nos seus textos deve usar tags de cabeçalho H2, H3 e até H4  por forma a estabelecer prioridade e relevância dos conteúdos. A ideia é organizá-los hierarquicamente através de subtítulos e subtítulos de subtítulos;
  • sempre que se justifique, utilize a palavra-chave em questão no título e nos subtítulos H2;
  • utilize palavras-chaves long tail no subtítulos H2 e H3;

6 - Fazer bom uso da palavra-chave

Cada vez mais exigente no que toca à construção de textos, o Google vai perceber se estiver a utilizar a sua palavra-chave de forma repetida e sem nexo com o intuito de ranqueá-la. Neste sentido, é imperativo que você a use de forma natural à medida que vai construindo o seu texto, os seus conteúdos.

Contudo, importa referir que ao analisar a semântica dos textos, o Google vai dar muita importância ao uso de palavras-chave secundárias relacionadas com a palavra-chave principal e a repetição da palavra-chave passa para segundo plano. Sendo assim, use e abuse de variações da palavra-chave com foco nesse determinado conteúdo. 

Seguem algumas dicas relativas à otimização do uso da sua palavra-chave em contexto SEO:  

  • utilizar a palavra-chave o mais à esquerda possível na construção do seu título; 
  • utilizar a palavra-chave nos URLs das suas páginas;
  • colocar a palavra-chave no primeiro parágrafo do artigo;
  • utilizar a palavra-chave ao longo no artigo de forma natural;
  • utilizar a palavra-chave nos subtítulos do artigo;
  • utilizar variações da palavra-chave ao longo do artigo e nos subtítulos;
  • utilizar a palavra-chave no título do SEO;
  • utilizar a palavra-chave na meta descrição.

Homem a produzir conteúdo no computador

7 - Qualidade do conteúdo

Numa análise de SEO, a qualidade do conteúdo é, como não poderia deixar de ser, um dos aspectos mais importantes a considerar! No entanto, podemos afirmar que apurar a qualidade de um determinado conteúdo é sempre algo muito subjetivo.

Contudo, para o Google a qualidade do conteúdo consiste em este ser o mais esclarecedor e completo possível sobre o conteúdo abordado por forma a preencher as necessidades do utilizador. 

Assim, deve ter em conta que para um conteúdo ser bastante esclarecedor e relevante é natural que os seus textos tenham de ser bastante generosos em termos de tamanho. Vários estudos na internet apontam que uma grande parte dos primeiros resultados em pesquisas orgânicas no Google é composta por textos extensos. Quando falamos em extensos é em média um texto que compreende 1500 a 5000 palavras.

A estilização dos seus conteúdos é também um fator muito importante pois ela está intimamente ligada à qualidade do conteúdo. Ou seja, ela torna o texto mais apelativo, melhorando significativamente a qualidade da leitura e do conteúdo em si. 

Estes são alguns dos aspetos a reter para que o seu conteúdo seja considerado pelo Google como um conteúdo de qualidade:

  • uso de subtítulos; 
  • uso de itálicos, negritos e sublinhados sempre que se justifique;
  • uso de citações;
  • uso de imagens;
  • uso de listas para sintetizar a informação;
  • uso de links internos para outros artigos dentro do seu site;
  • uso de links externos para fontes fidedignas que acrescentem valor ao seu conteúdo;
  • uso de fontes de leitura fácil, tanto na versão mobile como na versão desktop.

Ao falarmos da qualidade do conteúdo é inevitável falarmos de que é sempre necessário responder às necessidade do nosso público. Por isso mesmo, antes de tudo deve analisar as dores deste e perceber quais as palavras-chave que vão ao encontro das suas necessidades. Não faz sentido escrever conteúdo de qualidade se este não interessar a ninguém, se ao fim e ao cabo ninguém o vai ler!

8 - Carregamento Rápido: - 4s

Para o Google, uma boa experiência para o utilizador começa com um carregamento rápido, não só do seu site como também das respectivas páginas deste. Nesta perspectiva, todos os carregamentos que sejam inferiores a 4 segundos têm nota máxima e prioridade em termos de ranqueamento.

9 - Link building Interno

Link building, ou construção de um perfil de links, é um dos fatores mais populares, importantes e negligenciados em termos de estratégia de SEO. O Link building interno é nada mais nada menos que a criação de uma estratégia otimizada de links internos, ou seja, dentro do seu site. Os links internos são fundamentais pois eles ajudam os motores de pesquisa a compreender a estrutura do seu site, passam autoridade e ainda permitem que os utilizadores naveguem no seu site descobrindo conteúdos mais relevantes, aumentando deste modo o tempo médio de visitas e possivelmente aumentando a intenção de compra do utilizador se for este o caso.

Off-page SEO 

Os fatores Off-Page são fatores de otimização externa. Ou seja, são todos aqueles que você apenas consegue controlar de forma indireta, pois estes ocorrem fora do domínio do seu site. Alguns dos fatores de ranqueamento Off-page considerados pelo Google são:

  • autoridade do seu site e das suas páginas;
  • link building externo 
  • fatores sociais 

Vamos então analisar cada um destes fatores mais detalhadamente.

Autoridade 

A autoridade é um fator muito importante, principalmente quando o assunto é SEO. Existem 3 tipos de autoridade:

1 - Autoridade de Domínio

A autoridade de domínio é uma métrica que classifica um domínio através de vários fatores e que tem como objetivo medir a qualidade e fiabilidade de um site. Entre esses fatores, encontram-se dois principais: a idade e confiança e a popularidade do domínio.

1.1 - Idade e confiança

Domínios mais antigos e com maior histórico nas SERPs são melhor classificados em termos de autoridade.

1.2 - Popularidade

A popularidade de um domínio é, de forma geral, medida pela relevância de todos os seus backlinks. Ou seja, através da quantidade e qualidade destes.

2 - Autoridade de página 

A autoridade de uma página é uma métrica que classifica, como o nome indica, uma determinada página tendo em conta a sua qualidade e fiabilidade. Esta métrica é apurada tendo em conta 3 fatores:

2.1 - Idade e confiança

Páginas mais antigas e com maior histórico nas SERPs são melhor classificadas em termos de autoridade.

2.2 - Quantidade e qualidade de links

Tal como na autoridade de domínio, também na autoridade de página os backlink têm um papel fundamental. Quanto maior for a quantidade e qualidade maior será a probabilidade de aumentar a autoridade de uma página.

2.3 - Quantidade de atualizações

É importante que o conteúdo das suas páginas esteja constantemente a ser atualizado. Conteúdo atualizado é um fator que leva definitivamente uma página a aumentar a sua autoridade.

3 - Autoridade de Link

A autoridade de link está relacionada com os seguintes fatores:

3.1 - Atributo Nofollow

Este atributo serve para determinar se um link deve ou não ser seguido pelos motores de pesquisa.

3.2 - Autoridade da página apontada

Quanto maior for a autoridade da página apontada melhor!

3.3 - Número de links na página

Um número de links muito elevado na página pode acabar por a prejudicar, por isso tente não abusar do número de links. Faça-o apenas porque se justifica.

3.4 - Localização do link na página

Os links ao longo do texto, no conteúdo em si, têm mais relevância do que os que são realizados no menu ou até nos rodapés.

Todos estes fatores contribuem então para classificar um link em termos de autoridade.

Link building externo 

Já falamos acima da importância da criação de uma estratégia de link building interno. E o Link Building externo? Qual a sua importância?  

Para os motores de pesquisa, site ou páginas que recebem links de outros sites é uma forma de recomendação do conteúdo, é uma forma de reconhecimento e de passar autoridade. Quanto maior for a autoridade e confiança dos sites que apontam links para o seu, maior será a sua autoridade. Idealmente, um site deve receber milhares de links exteriores.

Deixo algumas estratégias de Link building externo que o podem ajudar a aumentar a autoridade do seu site/página:

  • escreva Guest Posts e aproveite para colocar links que apontem para conteúdos no seu site.
  • certifique-se que o seu site, blog, marca ou nome seja sempre citado na internet com um link.
  • analise a sua concorrência e perceba onde e como é que eles têm construído o seu perfil de links, onde é que estão o seus backlinks.
  • não compre links 
  • tente não repetir o texto âncora dos links que apontam para o seu site e lembre-se que esse texto âncora deve estar diretamente relacionado com a palavra-chave do conteúdo linkado. 

Lembre-se, quanto mais natural for a sua estratégia de link building, melhor.

redes sociais ícones

Sinais sociais 

Os sinais sociais são cada vez mais um dos fatores com mais importância numa estratégia de SEO, pois estes são cada vez mais relevantes para o Google. Na sua maioria, estes sinais sociais têm que ver sobretudo com  métricas relacionadas com as redes sociais, ou seja, por por exemplo, o número de likes, de partilhas e de comentários. Neste sentido, o Google depreende que um conteúdo seja mais ou menos relevante através deste tipo de feedback por parte do público nas redes sociais. 

Ou seja, quanto maior for a interação com os seus conteúdos maior a probabilidade de estes obterem um melhor posicionamento nos resultados orgânicos dos motores de pesquisa. Por isso já sabe: é de extrema importância trabalhar todas as suas redes sociais. 

Uma ótima maneira de analisar os seus conteúdos segundo a sua performance em termos de sinais sociais é através da ferramenta BuzzSumo. Ela permite encontrar o conteúdo mais partilhado de um determinado autor, assunto ou domínio. Através dela você consegue então saber quais são os seus conteúdos mais apreciados pelo pelo seu público e quais são os que precisa de melhorar. 

Quais os factores que podem prejudicar o posicionamento da página?

Ao falarmos dos fatores que ajudam a otimizar o ranqueamento de conteúdos é de extrema importância falarmos dos fatores que mais prejudicam este ranqueamento, por forma a evitá-los. 

Conteúdo Duplicado

O Google considera que o conteúdo duplicado é uma forma de prejudicar o utilizador, é uma forma de fazer batota e, por isso mesmo, ele faz questão de reduzir o posicionamento destes conteúdos duplicados e até do seu site nos motores de pesquisa. 

Conteúdo copiado 

Se o conteúdo do seu site for copiado é certo que o Google vai vê-lo apenas como um reprodutor de informações. Ele vai prejudicar o posicionamento do seu site e poderá até chegar a retirá-lo dos motores de pesquisa.

Através da plataforma CopyScape é muito fácil encontrar conteúdos copiados. Por isso, caso tenha dúvidas não hesite em fazê-lo.

Erros de ortográficos 

Ortografia e gramática são cada vez mais importantes para o Google. Para ele, conteúdos com erros ortográficos são spam. Neste sentido ele vai acabar por posicionar conteúdos sem erros ortográficos em detrimento dos que os possuem. 

Site em manutenção

A inatividade constante do seu site vai acabar por prejudicar o seu posicionamento nos motores de pesquisa por isso evite a todo o custo que este esteja em constante manutenção ou que apresente erros de servidor.

Links quebrados

Os links quebrados são na verdade um dos fatores que mais prejudica a experiência do utilizador e pode até mesmo fazer com que este abandone o seu site. Por esta razão, e pelo facto do Google considerar que estes são um fator determinante para medir a usabilidade do site, ter links quebrados no seu site é estar a prejudicar o seu possível ranqueamento nos motores de pesquisa.

Pop-ups 

Os Pop-ups são aquelas janelinhas em destaque no seu site que normalmente são  publicidade ou anúncios. Para os usuários elas são consideradas desagradáveis e como tal o Google acaba por lhes conferir uma conotação negativa.  

HTML com erros nos códigos

Erros de HTML são para o Google um sinal de desleixo e sem dúvida que vão prejudicar o ranqueado do seu site. Um dos erros mais famosos e mais graves tem que ver com igualar a cor da fonte com a do background. Este erro pode ser confundido com uma técnica BLACK HAT, fazer batota para melhorar o posicionamento do seu site nas páginas de resultado (SERP).

Alta taxa de rejeição 

Caso o seu site apresente uma taxa de rejeição bastante alta, saiba que o Google vai interpretar que este não possui conteúdo relevante a ser indexado e, por isso mesmo, os usuários chegam até ele mas rapidamente o abandonam. Neste sentido, o Google vai acabar por prejudicar o seu posicionamento nas SERP.  

Backlinks de sites com má reputação 

Backlinks de sites com má reputação 

Já falamos neste artigo que os backlinks são muito importantes em termos de estratégia de SEO. No entanto, ao construir o seu perfil de links externos é preciso que tenha em consideração, sobretudo, a experiência do utilizador. Assim sendo, não coloque no seu site links externos de sites com má reputação, pois o Google vai acabar por prejudicar o seu posicionamento e com razão. 

Importantes ferramentas de SEO 

Ao falarmos nas várias estratégias de SEO, fica cada vez mais claro a sua importância e também todo o tempo e mão de obra que este processo envolve. Por isso, cada vez mais no mercado vão surgindo ferramentas que pela sua automação ajudam a agilizar a execução de certas tarefas necessárias numa estratégia de SEO. Vamos então passar a analisar algumas das mais populares:

Google Search Console 

O Google Search Console é, segundo o nosso web developer André Félix “um serviço oferecido gratuitamente pelo Google que o ajuda a monitorizar, manter e resolver problemas de presença do seu site nos resultados de Pesquisa do Google.” Na verdade, o Google Search Console possui ferramentas e relatórios que o vão ajudar a implementar certas melhorias no seu site que visam, entre muitas outras coisas, “mudanças importantes de SEO, para melhorar o rankeamento das suas páginas”.

Para saber mais sobre esta ferramenta leia o artigo do nosso blog Melhore os seus resultados com o Google Search Console.

Yoast SEO

O Yoast SEO é um dos plugins para WordPress mais conhecidos e sem dúvida o mais utilizado para estratégias de SEO. Ele conta com uma versão gratuita que apesar de não ser tão completa como a paga, é uma grande ajuda para a otimização do seu conteúdo. Esta ferramenta baseia-se em certos conselhos de otimização de conteúdo que vão desde o título, à meta descrição, passando pelo número de palavras e identificação da palavra-chave. Através deste plugin, podemos dizer que o seu conteúdo ficará estruturalmente apto a um bom ranqueamento nos motores de pesquisa. Mas nunca se esqueça que a qualidade do conteúdo, essa é somente da sua responsabilidade.   

SEMrush

Reconhecida em 2019 como o melhor pacote de SEO, esta ferramenta é muito popular pela análise que faz da concorrência, ao apresentar as palavras-chave do domínio ou site que desejar. 

Ela permite, entre muitas outras coisas:

- saber quais são as palavras-chave que os seus concorrentes estão a usar para aumentar o seu tráfego, tanto a nível orgânico como pago em AdWords;
- análises e construção de backlinks;
- fazer uma auditoria do site;
- verificação de fatores SEO on-page;
- monitoramento de ranking.

 

Nunca se esqueça que “O melhor local para se esconder um cadáver é na segunda página de resultados do Google!”. Por isso, comece hoje mesmo a trabalhar na sua estratégia de SEO!  

catia jaulino

Cátia Jaulino

Social Media Manager

close
Peça-nos uma proposta
Entre em contacto com a nossa equipa de especialistas e peça-nos uma proposta sem compromisso.

Dados do seu Negócio

B2B (Os seus clientes são empresas)
B2C (Os seus clientes são consumidores finais)
Ambos
500€ a 1000€
1000€ a 2000€
2000€ a 5000€
Mais de 5000€

Os seus dados

Notas / Observações

Li e aceito a Política de Privacidade *